Descobertas da ciência revelam "Duas" Felicidades...

Pesquisas demonstram que existem dois tipos de felicidade, mas apenas uma delas é Sustentável



Eu quero ser feliz, você quer ser feliz, enfim, todos queremos ser felizes.

  •  No entanto é preciso se perguntar que tipo de felicidade você quer?


Felicidade de Curto Prazo

É tudo que depende de um estímulo sensorial, são as sensações prazerosas que sentimos ao comer, dançar ouvir uma boa música, um aroma delicioso, um carinho, uma massagem...

As sensações prazerosas dão sabor a felicidade, e duram enquanto o estímulo sensorial existir.


Felicidade de Longo Prazo

Tecnicamente é chamada de FLOW,  é fluidez, fluir que acontece quando alguém está completamente concentrado que chega a perder a noção de tempo e de espaço.

É um estado de engajamento que você atinge quando está usando seu talento na potencialidade máxima, ou seja, o FLOW só é atingido quando você se desenvolve, lapida e desafia seus talentos.

Você entra em FLOW sempre que faz algo que precisa de dedicação, muitas vezes em coisas simples como um livro que te tira a noção de realidade, do tempo.

O FLOW é mais lento, demora mais para atuar, pois desenvolver um talento requer dedicação, no entanto engajar-se nesse desafio gera Felicidade, leveza.

O Estímulo sensorial é muito forte e imediato, mas a pessoa pode torna-se escravo do estímulo, pois é mais fácil um estímulo que te faça voar, flutuar, do que desenvolver um talento e vivenciar isso por conta própria.


Em caso de emergência, Imite a Felicidade


Muitas pessoas querem um paliativo para se sentir feliz, uma pílula, um medicamento. No entanto a dica simples e natural de conseguir isso é, finja que está feliz.


Se está de mal com a vida... Finja que esta bem, que tudo muda rapidinho!

  •  Se você estivesse num estado de jubilo qual seria sua fisiologia?

  •  Em contentamento como seria a sua respiração?

  •  Em empolgação como seria a sua fisiologia?

  •  Se estivesse apaixonada, ou apaixonado?


O Estado emocional é um aspecto, mas existem ainda o pensamento e a fisiologia que podem ser trabalhados para mudar um estado emocional.



Gostou do artigo? Então deixe seu comentário abaixo:  

Por que valeu a pena ler este Post?


Compartilhe este post em sua mídia social preferida.